As Crianças mostram Cristo

As crianças são especiais não apenas no dia 12 de outubro, data dedicada a elas muito bem aproveitada por fabricantes e vendedores de brinquedos. Elas são especiais por trazerem vida e algazarra nos ambientes onde se encontram. Acho que Lutero não exagerou ao dizer o que disse: “Por que, então deveria eu procurar a Cristo lá longe, ou até mesmo subir aos céus na ânsia de encontrá-lo? Tenho diante de mim tantas crianças cristãs que são imagem e morada de meu amado Senhor Jesus Cristo. Vendo-as, verei o próprio Cristo. Se ouço o que dizem, darei ouvidos a Cristo. Se lhes ofereço um copo d’água, darei de beber a Cristo. Se lhes dou de comer, alimentarei a Cristo. Se lhes dou o que vestir, vestirei a Cristo. E assim, na Igreja Cristã, terei o mundo cheio de Cristo. Toda vez que olho e vejo crianças cristãs, vejo a Cristo”.

Imagino que os pais que têm filhos pequenos não tenham apenas visto demoniozinhos em suas casas nesse tempo de reclusão por causa da pandemia. Pode ter sido uma excelente oportunidade de convívio e aprendizado na ideia do educador argentino Sérgio Sinay que escreveu: “Quem tem filhos tem responsabilidades sobre uma vida. Essa vida precisa de respostas. E diria que só há uma maneira de aprender a ser pai e mãe: convivendo com os filhos, estando presentes em suas vidas, errar, pedir desculpas, reparar o erro e seguir adiante, sempre com responsabilidade e presença”.

Em Provérbios 22.6 está escrito: “Ensine a criança no caminho em que deve andar, e ainda quando for velho não se desviará dele”. Talvez essa palavra tenho inspirado Lutero a fazer este comentário: “Se queremos pessoas excelentes e hábeis tanto para o governo secular como para o espiritual, cumpre deveras não poupemos empenho, faina e gastos na tarefa de ensinar e educar os nosso filhos, a fim de que possam prestar serviços a Deus e ao mundo. Não devemos pensar apenas em como amontoar dinheiro e bens para os filhos; porque Deus bem os pode sustentar e enriquecer sem nós, como efetivamente faz de dia em dia. Antes, deu-nos e confiou-nos filhos para que os eduquemos e governemos de acordo com a sua vontade” (Bíblia com reflexões de Lutero, p609).

As professoras da Escola Dominical trouxeram uma atividade que está ensinando versículos bíblicos de maneira divertida chamada “Diversículos”. Elas estão bem afiadas no “Ensine a criança no caminho em que deve andar, e ainda quando for velho não se desviará dele”. Então, neste Dia da Criança, os pais têm a oportunidade de conviver com os filhos, e aí haverá boa troca de experiências: os pais ensinam o caminho em que os filhos devem andar e os filhos mostram Cristo aos pais.

Edgar Lemke