Ressuscitados para viver

“Que todos os que se dedicam a Deus o temam,
pois aqueles que o temem não tem falta de nada!” Sl 34.9

Finados é um dia estranho. Cheio de sentimentos, por vezes contraditórios. Tão contraditórios quanto aos sentimentos que tivemos quando nos despedimos dos entes queridos que partiram. Lembramos disso no final de semana. Martinho Lutero, um teólogo do sec. XVI viveu isso. No sepultamento da sua filha Madalena ele disse: “Eu sei que estás feliz, mesmo assim estou tão triste”.

Para tratar nossos corações maltratados, Deus nos fala em sua Palavra. Ela não nega a realidade da morte. Nem os sofrimentos que ela traz. E ainda apresenta a causa número 1 da morte que atinge a humanidade: nosso pecado. Pecado que atinge a todos. Por isso todos morrem. A realidade do pecado é tal que Jesus certa vez defendeu uma mulher pega em adultério com o seguinte desafio: quem não tiver pecado que atire a primeira pedra! E todos foram embora. E a mulher foi salva por Jesus com esta triste verdade humana. E ele lhe disse: “vá e não peque mais” Jo 8.1-11. Um dia seremos nós, os lembrados num Dia de Finados.

Mas, marcados pela morte e os sofrimentos que ela traz, também temos consolo na santa Palavra de Deus. No salmo 34.1-9, somos convidados a louvar a Deus pelos seus cuidados para conosco. Certos de que ele ouve nossos clamores e livra-nos dos nossos medos. Ele faz isso porque é bom e coloca seus anjos para nos cuidar em nossas fragilidades.

Sabendo que Deus ouve as nossas súplicas porque cremos em suas palavras estamos certos de que temos a vida eterna. Jesus afirma: “quem crê em mim, tem a vida eterna”. Jo 5.24-29. Por isso todos os que crerem ressuscitarão para viver eternamente junto com nosso Deus e todos os salvos no céu, onde o próprio Jesus nos enxugará dos olhos toda a lágrima. Que Deus permita vivermos e morrermos nessa fé em Jesus, o Deus que salva e dá a vida eterna. Amém.

Abençoada Semana.

Pr José Daniel Steimetz