Solidariedade 2

Um sujeito que, nesse tempo de pandemia, ficou isolado e parou de fazer contato com seus amigos chegou a uma conclusão desconfortável: “Parei de ligar aos meus amigos e vi que o amigo era eu”.

Solidariedade é um ato de bondade, compreensão e amor ao próximo. A pessoa que é solidária se preocupa com o outro e procura proteger as pessoas especialmente em momentos de maior vulnerabilidade. Ter atitudes de solidariedade sempre mexeu com o egoísmo e a ganância das pessoas e tornou-se um desafio maior nesse tempo dos descartáveis.

Moisés preocupou-se com esse tema ao orientar o povo de Deus. Ele destacou que a solidariedade desafia a ver o outro a partir dos olhos de Deus, o criador e protetor de todos nós. O desafio da solidariedade está nestas palavras: “Ame os outros como você ama a você mesmo” (Levítico 19.18).

O Salvador Jesus usou essa passagem quando respondeu ao intérprete da Lei que lhe perguntou: “Qual é o grande mandamento na Lei?” (Mt 22.36-39) O amor ao próximo é o princípio fundamental de convivência, particularmente na hora de lidar com os conflitos de relacionamentos. Jesus, porém, aprofundou este mandamento até às últimas consequências para nos trazer de volta ao Pai Celeste: “Assim como eu os amei, amem também uns aos outros” (João 13.34).

Somos desafiados ao exercício da solidariedade. Portanto, se você há tempo não mantém contato com seus amigos, não espere por uma ligação dele. Faz você esse contato.

Edgar Lemke