Advento ou Quaresma?

Arrependam-se dos seus pecados e sejam batizados, que Deus perdoará vocês. Lc 3.3

O chamado ao arrependimento da parte de João Batista se torna atual para todos depois dos acontecimentos da semana em nosso país. Considerando a conjuntura aproveito nessa reflexão as palavras do Pr. Martinho Sonntag, Vice-Presidente de Educação Cristã, deixadas num comentário de Faceboock, muito apropriadas para o contexto. Diz ele:

“O mundo, e em particular o nosso país, seria bem melhor se divulgássemos mais mensagens sobre o gracioso Evangelho de Jesus e se ORÁSSEMOS mais para que Deus ilumine os governantes e governados para que sejam honestos, justos, corretos, promovendo o bem-estar do todos, em vez de só falarmos mal de todos. Na Palavra de Deus encontramos claras orientações. Leia-se, por exemplo, 1 Pedro 2.18: “Servos, sede submissos, com todo o temor aos vossos senhores, não somente aos bons e cordatos, mas também aos perversos …”. E em Romanos 13.1 lemos: “Todo homem esteja sujeito às autoridades superiores; porque não há autoridade que não proceda que não proceda de Deus; e as autoridades que existem foram por ele instituídas”. Em 1 Timóteo 2.1 ss: “ANTES DE TUDO, POIS, EXORTO QUE SE USE A PRÁTICA DE SÚPLICAS, ORAÇÕES, INTERCESSÕES, AÇÕES DE GRAÇA, EM FAVOR DE TODOS OS HOMENS, EM FAVOR DOS REIS E DE TODOS OS QUE SE ACHAM INVESTIDOS DE AUTORIDADE, PARA QUE VIVAMOS VIDA TRANQUILA E MANSA, COM TODA A PIEDADE E RESPEITO. ISTO É BOM E ACEITÁVEL DIANTE DE NOSSO DEUS E SALVADOR”. Deus Ouve nossas orações. Se orássemos mais, será que estaríamos enfrentando tantas dificuldades na vida pública e privada? Orar muito não significa que devemos concordar com a corrupção, desvios, desonestidade.”

Arrependimento é tema próprio para Quaresma. Porém, também oportuno no Advento, ainda mais diante dos escândalos que tomamos conhecimento. Mas nesse sentido o arrependimento vem com gosto de “boas novas do gracioso Evangelho”. Para em meio às trevas vividas e promovidas em nosso país, vejamos e sejamos a luz de Deus que ilumina vidas, condutas e caminhos. Assim, teremos um abençoado Advento, com arrependimento – esse se faz necessário em todos os tempos, para todos os que vivem. E arrependidos, contemplamos, recebemos e partilhamos o perdão que veio ao mundo no menino Jesus, e que se faz nosso pela fé criada e fortalecida pela Sua Palavra e sacramentos. Iluminados por ele, rejeitemos as práticas escandalosas vivenciadas e incentivadas pelos nossos governantes, ou por nós próprios. Deixemos de lado o: “destrói o outro impiedosamente, frauda, mente, denigre, faça conchavos até com os seus “inimigos”, cale-se, sonegue defesa, não aceite desculpas, não peça perdão, aproprie-se do poder, derruba o Cunha, promove o impedimento da presidente… E seus problemas acabaram…Triste ilusão. Sem arrependimento outros lobos tomarão o poder, fazendo o que ora criticam. Não parece Advento e sim, Quaresma. Oremos mais como propõe o Pr Martinho. Arrependamo-nos, como incentiva João Batista. E Deus certamente nos perdoará. Amém.

Abençoado Advento.

Pr José Daniel

Share and Enjoy !

0Shares
0 0