3 em 1

Não se trata daquele antigo aparelho de som. Mas de três breves reflexões sobre o trabalho social a luz da Palavra que abordo nesta devoção.

1) É o segundo domingo do mês, definido em nosso planejamento como o domingo da Ação Social para lembrar que sua ajuda continua sendo fundamental e bem vinda. Foi assim que, no Natal/2014, somado com parcerias, doamos os 600 presentes para as crianças da AELCA, Alan e Maria Tereza. E atendemos também famílias em situações difíceis. Quanto mais compreendemos o amor de Deus, mais vivo estará em nós o estímulo de Paulo: “não nos cansemos de fazer o bem” 2 Tessalonicenses 3.13.

2) Foi para isso que Sociedade Bíblica do Brasil – SBB – preparou a Bíblia Pobreza e Justiça destacando versículos onde Deus manifesta o desejo de que seus filhos tenham uma “fé ativa no amor” (Gálatas 5.6). Possui um encarte com tópicos como este: “Pessoas”. Partindo do relato da criação, Gênesis 1.26-27, traz esta reflexão. “Muitos discutem o verdadeiro significado da expressão “ser criado à imagem de Deus”, mas, pelo menos, ela indica algo profundamente importante com relação aos seres humanos. Maltratar as pessoas é esquecer-se deste fato fundamental: elas foram feitas à imagem de Deus. Isso afeta não somente quem somos, mas como nos comportamos”… Contraria “civilizações antigas, como o Egito…, que muitas vezes descreviam seus reis como a “imagem” ou representantes de seu deus… “Estas palavras em Gênesis…  democratizam esta velha ideia”. Afirma que “todo homem e toda mulher têm o selo de Deus…    Quando vivemos isso na prática,…fazemos “as pessoas se lembrarem de nosso Pai.   Em vez de oprimirmos os outros, nós os fortalecemos; em vez de ficarmos de braços cruzados, nós nos envolvemos. Defendemos a justiça, falamos em favor dos impotentes e amamos os que não são amados. Por quê? Porque saímos a semelhança de nosso Pai.” Nesta perspectiva, o trabalho social torna-se um reflexo do que somos, do que o cristão é em prol dos que são essencialmente iguais, embora, por várias razões, são tidos por inferiores, por aqueles que não conhecem a Deus, embora queiram sê-lo.

E temos o 3º ponto: dia 8/3, o Dia Internacional da Mulher. Umas gostam da lembrança, outras não. Sem entrar no mérito, creio que as palavras bíblicas são claras: “homem e mulher os criou”. Logo, diante da Palavra de Deus não há lugar para discriminação de valores entre homens e mulheres. Deus, o nosso Pai, nos fez com igual dignidade e valor. Que em cada família da Igreja, homens e mulheres possam viver na perspectiva da igualdade dada por Deus. Para que os de fora vejam e digam: “foram feitos a imagem e semelhança de Deus”.

Boa semana a todos.

Pr José Daniel