Estude, entenda e use

Dizem alguns professores que existem dois tipos de alunos: Os espertos e os inteligentes. Os espertos são aqueles que estudam e decoram a matéria a fim de passar na prova; os inteligentes são aqueles que estudam para entender o que estudam. Os espertos passam no exame, porém não levam consigo sabedoria; seu futuro não será muito promissor. Os inteligentes que estudaram e compreenderam levam consigo uma admirável bagagem para enfrentar a vida.

Oportuna constatação para nós cristãos que estudamos os preceitos bíblicos, aquela bagagem espiritual insubstituível, sempre atual, viva, poderosa e eficaz para enfrentar as ondas revoltosas no mar da vida. Não decore os preceitos, estude-os e compreenda-os. Não ouça e esqueça – coloque-os no coração e de lá tire sempre que necessário. Se quiser seguir o caminho corretamente em qualquer situação, siga o mapa divino. A Bíblia, palavra de Deus, escrita por homens santos, concebida no céu e nascida na terra, odiada pelo inferno, pregada na igreja, perseguida pelo mundo e crida pelos fiéis, é esse mapa divino.

Fé é um privilégio, usá-la é uma responsabilidade. Ser cristão significa essencialmente passar de ser em prol de si mesmo para o ser em prol dos outros. Isto significa o abandono de uma atitude de realizações para si mesmo e a adoção da existência do salvador Jesus voltada para todos, deixando para trás a tranquilidade do próprio eu e seguir o crucificado e colocar-se a serviço dos outros – exercer a função sacerdotal, proclamando as virtudes do cristianismo todo dia todos os dias (1 Pe 2.9).

Você não é uma ilha. Deus vai colocar ao seu redor pessoas que precisam de você e você precisa delas para praticar o que você estudou, entendeu e creu. Quanto mais tiver em seu coração do que estudou, entendeu e creu, mais aparelhado estará para aconselhar, consolar, orientar, reanimar, soprar no pequeno pavio que ainda fumega para não deixá-lo apagar – atiçar o fogo interior e conservá-lo aceso. Você vai encontrar pessoas sobrecarregadas com problemas e situações aparentemente sem solução, como se Deus as tivesse abandonado. Lembre-os do convite de Jesus: “Vinde a mim os que estais cansados e sobre carregados e eu os aliviarei” (Mt 11.28) Você vai encontrar pessoas aflitas e abatidas, a um passo de uma depressão. Aponte-lhes o que o Senhor diz em Isaias 66.2: “O homem para quem olharei é este: o aflito e abatido de espírito.” Você vai encontrar pessoas enlutadas, tristes, desconsoladas pela perda de um ente querido. Repita o que Jesus disse para Marta quando seu irmão Lázaro faleceu: “Eu sou a ressurreição e a vida. Quem crê em mim, ainda que morra, viverá.” (Jo11.25).

Para estudar, entender e usar é preciso abastecer-se na e da Palavra. Quem não abastece a sua própria alma com a Palavra, não pode ensinar, confortar e orientar outros. O apóstolo Paulo faz oportuna observação ao seu aluno Timóteo: “Tem cuidado de ti mesmo e da doutrina. Continua nestes deveres; fazendo assim, salvarás tanto a ti mesmo como aos teus ouvintes (1Tm 4.16)” – aqueles que estão ao teu redor.

E agora, para todos nós recordar todos os dias: “O Senhor é a fortaleza da minha vida.” (Sl 27.1)

Guido R. Goerl – Pastor emérito da IELB)