O Último Minuto dos Acréscimos

6 de julho de 2018 by otto-neitzel

Umas duas semanas atrás, o colega Edgar escreveu uma devoção falando sobre o árbitro de vídeo da Copa. Como não se fala em mais nada a não ser a Copa da Rússia, aí vai mais uma devoção sobre o tema. Se você não aguenta mais falar sobre isso, pode pular adiante e ler apenas o versículo final.

O ditado resume bem: “A esperança é a última que morre”. Os Belgas e os Colombianos que o digam, não é? A Bélgica virou o jogo pra cima do Japão aos 49’ do segundo tempo e a Colômbia conseguiu empatar e levar o jogo contra a Inglaterra para a prorrogação com um gol aos 48’ do segundo tempo. “Haja coração!”, diria Galvão Bueno.

O tempo de acréscimo me fez lembrar do tempo da graça em que vivemos. Quando estamos perdendo o jogo, queremos mais tempo de acréscimo. Quando estamos ganhando queremos que o juiz acabe logo o jogo.

Nós estamos sempre ganhando. Pela graça e misericórdia do nosso pai, nós continuamos perto dos seus meios da graça, temos o privilégio de trabalhar na sua lavoura, assim como o filho mais velho da parábola do filho pródigo. Infelizmente, ainda tem muita gente perdendo essa copa. Muitos estão lá na lama, no chiqueiro, querendo comer a comida que é lançada aos porcos. Muitos se esqueceram como era bom estar na casa do pai e receber das suas mãos a ceia mais importante das suas vidas.

Os prazeres desse mundo os enganam. Dão uma falsa impressão de vitória e querem estender os seus dias aqui na terra para poderem aproveitar mais essa euforia mundana. Outros até sabem do tempo da graça. Sabem que a esperança é a última que morre e quando tiverem lá com seus 80, 90 anos pensam em voltar aos braços do pai.

O tempo da graça é Deus Pai esperando com paciência e de braços abertos o retorno de todos os seus filhos. Que ele dê muito tempo de acréscimo! Ainda é tempo!

Meus queridos amigos, não esqueçam isto: para o Senhor um dia é como mil anos, e mil anos, como um dia. O Senhor não demora a fazer o que prometeu, como alguns pensam. Pelo contrário, ele tem paciência com vocês porque não quer que ninguém seja destruído, mas deseja que todos se arrependam dos seus pecados. Porém o Dia do Senhor chegará como um ladrão. Naquele dia os céus vão desaparecer com um barulho espantoso, e tudo o que há no Universo será queimado. A terra e tudo o que existe nela vão sumir. Sabendo que tudo isso vai ser destruído assim, então que tipo de gente vocês precisam ser? A vida de vocês deve ser agradável a Deus e dedicada a ele. 2 Pe 3.8-11.

Otto Neitzel

Comments are closed.