Como resultado do primeiro Pentecostes os cristãos "continuavam firmes, seguindo os ensinamentos dos apóstolos, vivendo em amor cristão, partindo o pão juntos e fazendo orações" (At 2.42). Que tal seguirmos seu exemplo?

Cultos

Sábados às 18:30h e Domingos às 10h

Esperança vs Otimismo

sexta-feira, 3 de agosto de 2018

Esses dias ouvi uma comparação feita por um pastor evangélico sobre a diferença que existe entre a esperança e o otimismo. Como hoje se lê muito mais livros de auto ajuda do que a Palavra de Deus, achei interessante e gostaria de compartilhar com vocês.

“Esperança não é o mesmo que otimismo. Otimismo é psicológico. Esperança é teológico. Otimismo é confiar em si mesmo. Esperança é confiar em Deus. Otimismo é que você acha que consegue fazer. Esperança é o que você acha que Deus pode fazer.”

O otimismo tenta negar a realidade. É um pensamento positivo e não uma confiança permanente. Otimismo é igual a Poliana que diz que amanhã o sol vai nascer de novo, que está tudo bem, que não é tão ruim como parece. Otimismo chega até a negar a realidade. Chega a negar que a vida para você não está tão ruim assim. Você é que não consegue enxergar direito.

A esperança jamais faz isso. Esperança é sempre realidade. Ela sempre afirma que se está ruim, ruim mesmo! Mas ela também afirma que Deus está no controle de tudo.

Esperança é teológico, é confiar em Deus, é “Vinde a mim, todos os que estais cansados e oprimidos, e eu vos aliviarei” (Mt 11.28).

A nossa oração é essa: Que Deus, que nos dá essa esperança, encha vocês de alegria e de paz, por meio da fé que vocês têm nele, a fim de que a esperança de vocês aumente pelo poder do Espírito Santo! Rm 15.13

Otto Neitzel