O mundo precisa de Cristo

O SENHOR é o Messias, o Filho do Deus Vivo”. Mateus. 16.15

A semana foi marcada por grandes discussões em torno do caso da menina de 10 anos submetida a um aborto. Pessoas a favor e contra se digladiaram nos meios sociais, defendendo cada um o seu ponto de vista. Por vezes tomaram o protagonismo do fato, enquanto as crianças envolvidas, as famílias, os culpados, o sofrimento em si, ficaram em segundo plano.

Triste mundo e tempo este nosso. Com a vida marcada pelo pecado. E nesse caso, muitos pecados poderiam ser enumerados. Mas sem mudar a realidade e o sofrimento vivido, em especial pela criança. E o mundo continuará em sofrimento. O que fazer? Bem, podemos julgar, tomar partido… Ver possibilidades. Mas nada mudará os fatos em si. Infelizmente.

Mas creio que a resposta de Pedro a pergunta de Jesus, sobre quem ele, Jesus, é, ajuda mais que as discussões e posicionamentos pró ou contra. Explico. Jesus, como o Filho do Deus vivo, e tudo o que fez e faz por nós, de fato, transforma realidades. É disso que precisamos. Para todos os pecados e pecadores envolvidos Jesus, o Filho de Deus, traz perdão. Isso Pedro experimentou justamente no seu pecado. Na madrugada da negação, Jesus fixa o seu olhar compassivo em Pedro, que chora amargamente. E experimenta a graça do perdão que só Jesus dá. Isso fez de Pedro um dos grandes anunciadores da misericórdia que muda vidas.

Assim, para as tantas verdades que surgiram, Jesus é a verdade que realmente liberta. Tira pelo perdão, o fardo da culpa de todos. Abre as portas dos céus, onde absolutamente todos os pecadores arrependidos poderão estar juntos, pela fé Nele. É isso que precisamos anunciar nesta e nas demais situações onde o pecado se manifesta. Ou será que nos julgamos tão bons a ponto de não desejarmos que os outros não possam desfrutar do céu ou ter seus pecados perdoados? Se assim for, é bem provável que para lá ninguém vá.

Então, menos arrogância nos julgamentos. Mais Jesus na causa. E como Pedro, reconheçamos e anunciemos que Jesus, o Filho do Deus vivo, tem misericórdia de nós. E que o seu sangue purifica a todos (não apenas a alguns) de todo o pecado. Sem julgamentos, para não sermos julgados com a santa medida de Deus. Reconheçamos a nossa pequenez de análise diante de tamanho sofrimento envolvido. E nos coloquemos em oração para que o perdão do Filho do Deus vivo seja recebido por todos, inclusive nós. É disso que nós e o mundo precisamos. E que a justiça humana seja feita. Para com todos os que a ignoraram contribuindo para o sofrimento e morte das crianças envolvidas.

Abençoada semana.

Pr José Daniel Steimetz