Semana Farroupilha

Como estamos na Semana Farroupilha, e nesse domingo celebramos o 20 de setembro, o recado vai na forma de poesia gauchesca distribuída pelo pastor Waldemar R. Ficher, de Candelária, RS.

1. Gaúcho escuta a experiência / dum cuera de corredor
De quem já sofreu um horror / muito mangaço e mordida
Para ser feliz na vida / o segredo está no amor.

2. Quem ama o próximo e a Deus / num amor sem fingimento
Cumpre todos os mandamentos / alcança a felicidade
E pela fé em Jesus um dia na eternidade / tira dez no julgamento

3. Todas as virtudes na vida / só se resumem no amor
O que faz um pecador / é o desgraçado egoísmo
Que na lei do cristianismo / crucificou o Senhor

4. Por isso gaúcho velho / se queres felicidade
Peleia contra a maldade / e todo o egoísmo vão
Não deves jamais ser peão / do orgulho e da vaidade.

5. Nunca te julgues na vida / superior a qualquer gente
Lembra que todo o vivente / é filho do mesmo Pai
Ninguém no túmulo vai / ser dos outros diferente.

6. Se a morte nos faz iguais / deixa a vaidade barata
Não tens barriga de prata / nem mesmo costelas de ouro
Também o luxo e o tesouro / a morte termina e mata.

7. Se um dia fores ricaço / não te envaideças do cobre
Com arrogância de nobre / não sejas peão do dinheiro
Pois o Patrão do mundo inteiro / foi humilde e amigo dos pobres

8. Não vai atrás de elogios / pois o aplauso não edifica
O povo que hoje repica / o sincerro dos louvores
Amanhã te faz horrores / te condena e crucifica

9. Não desprezes quem é feio / se te achares pintosão
Lembra sempre, meu irmão, / também no feio por fora
Por dentro a bondade mora / e o que vale é o coração

10. Se alguém te der um coice / pelo bem que tua mão fez
Não te vingues como rês / com outra ofensa teatina
Lembra-te que a mão divina / já te perdoou outra vez

11. Não tenhas invejas nunca / o ciúme sempre domina
É ninharia sovina / querer ser mais do que és
Procura ser, ao invés, / como a bondade divina.

12. Respeita toda a mulher / porque a história faz justiça
Se hoje a mulher te enfeitiça / amanhã na mesma trilha
Tua mãe, irmã, esposa ou filha / vai pagar por tua injustiça

13. Respeita também tua prenda / no sagrado altar da cama
Respeita e defende a fama / do pago que é teu recanto
Ama teu próximo tanto / quanto a si próprio se ama

14. Ama sempre a natureza / o pampa, o frio, o calor
O animal a planta a flor / ama também o minuano
Que no gemido aragano / canta um hino ao criador

15. Nunca te queixes da vida / enfrenta o destino cru
Leva tua cruz / bem sorridente
Porque no mundo há muita gente / que sofre mais do que tu

16. Não logres ninguém na vida / respeita o suor do irmão
Lembra que o eterno Patrão / Estará sempre presente
embora invisivelmente / Ele enxerga tostão por tostão

17. Nem busques o lucro fácil / pra ficar rico apressado
isso não dá resultado / eu juro queimando estanho
Pois quando o dinheiro é mal ganho / é sempre mal aproveitado

18. Foge de todos os vícios / porque é triste ser viciado
Calavera, alcoolizado / quem vive na boemia
Parece ter alegria / mas sempre é um pobre coitado

19. Não fales mal dos ausentes / nem mesmo dum pecador
Assim não serás traidor. / Se tens críticas a dizer
Tenhas o brio de dizer / na cara do transgressor.

20. Respeita e ama a tua igreja / que com amor maternal
Faz um esforço colossal / igual a Arca de Noé
Para te salvar pela fé / contra o dilúvio do mal

21. Conserva dentro do peito / a fé que te ensina a crer
Esse lampião deve arder / em nosso velório até
Pois quem já perdeu a fé / não tem mais nada a perder.

22. Finalmente ama sempre ao Triúno teu Deus / de todo o teu coração
Na fé em Jesus salvou-te com perfeição / e agora te espera também
No santo galpão do além / para o eterno chimarrão. Amém.

Pastor Valdemar R. Fischer
Candelária, RS

Share and Enjoy !

0Shares
0 0