Paciência

pacienciaTem vezes que não há outra saída a não ser o exercício da paciência. O veranista gaúcho que arrisca veranear em Santa Catarina e precisa passar por Laguna em fim de semana não tem outra alternativa a não ser esperar pacientemente, durante horas, o trânsito fluir a passo de tartaruga. O usuário do sistema público de saúde é chamado de paciente porque não tem outra saída a não ser aguardar sua vez numa fila interminável. Quem está cansado desse calor de mais de 40 graus também não tem muito a fazer senão esperar que a chuva refrescante chegue antes do fim dessa sexta-feira.

Falando em espera da chuva, quem usa essa figura para o exercício da paciência é Tiago em sua carta. “Por isso, irmãos, tenham paciência até que o Senhor venha. Vejam como o lavrador espera com paciência que a sua terra dê colheitas preciosas. Ele espera pacientemente pelas chuvas do outono e da primavera” (Tg 5.7). Quem depende da agricultura e dos seus frutos sabe muito bem do que Tiago está falando. Ver as plantas murcharem por falta de chuva faz o agricultor olhar diariamente para o céu (ou para o computador) com a esperança de ver nuvens cumulus nimbus se formando para despejar água sobre suas plantações.

Tiago ilustra seu apelo com a paciência dos profetas que em nome do Senhor aguentaram os momentos de sofrimento e da paciência de Jó ao sofrer a perda dos filhos e de tudo o que tinha. Eles não tinham outra saída a não ser a paciência. Tiago, na verdade, usa duas palavras para falar dessa virtude: paciência e perseverança. Paciência indica mais a “atitude amorosa que devemos ter diante dos outros” e perseverança “a atitude firme e corajosa para enfrentar circunstâncias difíceis”. O escritor de Provérbios faz essa distinção: “A paciência convence até as autoridades; a perseverança pode vencer qualquer dificuldade” (Pv 25.15 ).

Paciência e perseverança! Quem a exercitou melhor do que o Salvador Jesus ao lidar com seus discípulos e acolher pecadores arrependidos? Ele foi perseverante até as últimas consequências ao assumir a nossa impaciência e outros pecados e pagar na cruz por eles. Enfim, é no Salvador que encontramos combustível para o exercício da paciência e perseverança na fé frente às situações de violência, injustiças e sofrimentos que o mundo impõe.

Então, enquanto aguardamos a manifestação de Deus e a vinda do Salvador para julgar vivos e mortos, tem vezes que a única saída é a paciência exercitada nas páginas da Escritura. “Porque tudo o que está nas Escrituras foi escrito para nos ensinar, a fim de que tenhamos esperança por meio da paciência e da coragem que as Escrituras nos dão. Que Deus, que é quem dá paciência e coragem, ajude vocês a viverem bem uns com os outros, seguindo o exemplo de Cristo Jesus!” (Rm 15.4,5).

Edgar Lemke

Share and Enjoy !

0Shares
0 0