Reciprocidade

Leis inflexíveis regem toda a Criação e diretamente atingem a vida de todos nós – todos os dias. Newton, cientista e cristão confesso, em sua terceira lei afirma: “Toda ação tem uma reação com força e igual e em sentido contrário”. A sabedoria popular diz: “Quem semeia ventos colhe tempestades”. O dito acima tem  apoio total  e irrestrito na Palavra de Deus. “Aquilo que uma pessoa plantar, é isso mesmo que colherá” (Gl 6.7). Paulo não diz aos gálatas que poderia colher ou que talvez colhesse, mas sim, colherá – com absoluta certeza.

A peregrinação do povo de Israel pelo deserto à terra prometida é um exemplo. Enquanto se mantinha fiel à Aliança do Senhor, plantando confiança, a vida corria bem para todos. Mas quando pecavam, plantando iniquidade, colhiam atrasos, derrotas e morte (1Co 10.5). “Os que aram campos de maldade e plantam sementes de desgraça, só colhem maldade e desgraça” (Jó 4.8). “Quem paga o bem com o mal não afastará o mal de sua casa” (Pv 17.13).

Em outras palavras, o que você escolhe plantar, você colhe – se for inveja, inveja colherá; se for ódio, ódio colherá; se for inimizade, inimizade colherá. Isto é tão óbvio quanto o contrário.

Por vontade própria ficamos presos nas teias invisíveis de falsos plantios. Mesmo assim recebemos grande ajuda para abandonar o plantio daninho que produz reações negativas em nós mesmos. Esta ajuda tem um nome – amor e graça. Amor e graça da parte de Deus ao deixar pregar seu filho Jesus na cruz em nosso lugar, a fim de limpar nosso coração de ações negativas para que possamos plantar e colher o bem. A fé naquele sacrifício nos capacita para tanto.

Escolhamos, pois, plantar amor; amor colheremos.

Guido Ruben Goerl – Pastor emérito da IELB

Share and Enjoy !

0Shares
0 0

Deixe um comentário