Duas Religiões

Durante as férias tive oportunidades de testemunhar sobre minha fé. As perguntas sempre aparecem. Pessoas querem saber o que nós achamos que vai acontecer depois da morte, se Deus existe, se o mundo foi criado…

Interessante foi uma conversa que tive com uma pessoa que se dizia atualmente não cristã. Indignada com as igrejas em geral, com os maus testemunhos dos cristãos, ela me disse que o que vale mesmo é a religião de cada um, que para ela era a caridade e o bem que cada um faz nessa vida. Conversa vai, conversa vem, chegamos à seguinte conclusão: No mundo inteiro, só existem duas religiões, a religião A e a B.

“Como assim?” perguntou ela. “Eu sei de milhares de religiões. Eu mesmo já fui espírita, kardecista, budista, católica, umbandista…”

A religião “A” diz que é dever nosso fazer boas obras, meditar, jejuar, fazer caridade para merecer algo melhor nesta ou na outra vida. Em outras palavras, “você tem que fazer para merecer”.

Já a religião “B” diz que alguém fez para você, por isso você merece a salvação. Em outras palavras, você jamais será capaz de fazer boas obras o suficiente para merecer a salvação. Mas pelo fato de alguém ter feito tudo, ter até se sacrificado por você, você agora faz boas obras. Não para merecer, mas em resposta.

Onde você está? Qual é a sua religião? Testemunhar não é falar mal das outras religiões, até porque não conhecemos a religião que está no coração da pessoa com que falamos. Testemunhar é acolher e integrar. É falar sobre o que nós cremos e dizer quem é aquele que fez por nós aquilo que nós jamais seríamos capazes de fazer.

Sabemos que todos são aceitos por Deus somente pela fé em Jesus Cristo e não por fazerem o que a lei manda. Assim nós também temos crido em Cristo Jesus a fim de sermos aceitos por Deus pela nossa fé em Cristo e não por fazermos o que a lei manda. Pois ninguém é aceito por Deus por fazer o que a lei manda. – Gálatas 2.16

Otto Neitzel

Destaque do mês: Acolhendo e Integrando: no Testemunho

Deixe um comentário