Quero ser Sábio

Centenas de livros de auto-ajuda são publicados anualmente. Alguns bons, outros nem tanto. Li alguns – os bons. Não li os “nem tanto”. Em geral todos eles oferecem conselhos úteis para um melhor enfrentamento de problemas, com alguns resultados, até satisfatórios. Porém, não encontrei em nenhum destes livros conselhos de como me tornar sábio.

Tenho outro livro, recebido de presente no dia de minha confirmação, com muitos conselhos. Estes, além de oferecidos, trazem em si a força para segui-los, porque são de Deus. É a Bíblia, o melhor livro de auto-ajuda que existe. Quando em dificuldades nem nos lembramos de abri-lo. Quando estressados pintamos frases em camisetas “no stress” e esquecemos aquele bom conselho em Mateus 6.34: “Não fiquem preocupados com o dia de amanhã, pois o dia de amanhã trará suas próprias preocupações”. Lembro também de Lucas 12.29: “Não fiquem aflitos procurando sempre o que comer e o que beber.”

Para responder ao meu desejo: “Eu quero ser sábio”, encontrei em 2 Timóteo 3.15 esta afirmação:”…você conhece as Sagradas Escrituras que lhe podem dar sabedoria para a salvação”.

Mas o que significa, realmente, “ser sábio”? A palavra “sábio” em latim é “sapiens” que vem de “sapere”, que por sua vez significa  saborear”. Sábio é aquele que, pela fé, pode saborear a sua vida.

Dela, de sua vida, sai um sabor de paz e liberdade, de serenidade e bom humor, que tem, portanto, um coração cheio de fé e amor conquistado por Jesus com sua morte e ressurreição.

Pelas Sagradas Letras, como afirma o apóstolo Paulo, posso ser sábio – saborear a vida hoje e todos os dias, e depois…sempre.

Guido Ruben Goerl
Pastor emérito

Deixe um comentário