Nada está tão ruim que não possa piorar

Sei que muitas vezes usamos esta frase que o título propõe. Algumas vezes são quando falamos diante de um problema verdadeiro. Outras, quando queremos brincar com as possibilidades de um problema fica ainda maior. O fato é que, apesar de aparentemente ser pessimista, ela contém muita verdade.

Como exemplo, quero compartilhar algo que aconteceu ontem, na minha família: eu estava preocupado com os afazeres diários em minha casa, inclusive pensando na temática que usaria nesta devoção, quando minha irmã me informa que meu cunhado havia sido vítima de uma bala perdida… essa bala havia atingido sua cabeça e, para piorar, sabíamos poucas informações. Bom, podem ficar tranquilos, o susto foi grande e o machucado profundo, mas tudo está bem com ele. Deus cuidou e livrou ele no momento do incidente.

Este evento, além de me deixar com as pernas bambas, me fez refletir sobre duas coisas: primeiro, eu prometi a mim mesmo parar de reclamar da situação em que vivemos… sempre haverá coisas piores e perigos maiores nos espreitando por aí. Segundo (e o que equilibra a balança para o nosso lado), Deus cuida de nós quando nem percebemos. Certamente meu cunhado não orou, ao sair para trabalhar, especificamente para ser protegido de uma bala perdida… mas foi o que ocorreu. O médico afirmou que aquilo era um milagre e que ele jamais havia visto nada parecido.

O fato é que somos pueris. Minúsculos e frágeis diante de um mundo tão assustador. No entanto, Deus jamais nos desampara e, mesmo quando nem sabemos do que precisamos, ele nos concede tudo conforme a nossa necessidade.

Assim, uma das nossas maiores ferramentas contra esses terrores continua sendo a oração. Oração sincera e confiante, sem necessidade de palavras belas e rebuscadas, mas que venha de um coração necessitado e confiante em Deus.

Por isso, convido para que oremos sempre, pois, “nada está tão ruim que não possa piorar”.  No entanto, se firmem na esperança de que essas lutas e sofrimentos um dia acabarão e tudo será tão perfeito, que nada poderá melhorar. Deus te cuide.

Jordan Gowert Madia – estagiário