Uma história de amor

“Respondeu Jesus: Ouve, Israel, o Senhor, nosso Deus, é o único Senhor! Amarás, pois, o Senhor, teu Deus, de todo o teu coração, de toda a tua alma, de todo o teu entendimento e de toda a tua força. E ao teu próximo como a ti mesmo.” Mc 12.29-31 adapt.

Quantas vezes você já se perguntou sobre como um trabalho desses pode continuar por 47 anos? Ou, ainda, como ele começou em meio a tempos difíceis? E quer continuar firme e sem fins lucrativos, sem o qual pouco é feito por outros? Eu, particularmente já me perguntei várias vezes. E voltando no tempo, tenho a impressão que diante dos desafios do presente e a frente, o pessoal não o teria começado em 1968. Talvez nem tivessem feito aquele primeiro contado com a região em 1965, como nos narrou um personagem daquela época, Sr Elmiro Martin.

Mas ai está, 47 anos depois, firme e forte. Tá bom, tem seus percalços, mas efetivamente está ai. Trabalhando dia após dia. Com determinação e superação. Com amor e fé.

Claro que você já sabe que falo da Associação Evangélica Luterana de Caridade – AELCA, carinhosamente chamada de “Creche AELCA”, hoje não apenas creche, mas Instituição de Educação Infantil, com predominância na assistência social. Se os dados estão corretos, ao menos oficialmente, ela é a terceira instituição de trabalho social, criada no ambiente da IELB. No princípio eram poucas crianças, poucos que nela e por ela trabalhavam. Mas a carência cresceu. Felizmente, sob a mão graciosa de Deus e o trabalho de muitos mais, nossa capacidade de atendimento também. Hoje são 212 crianças e adolescentes atendidos em programas de Educação Infantil, Serviço de Convivência e Trabalho Educativo, tudo interligado no Serviço de Atendimento à família – SAF. Neste, o número ultrapassa os mil atendimentos ano. E permeado pela Capelania com vistas ao testemunho do amor de Deus aos que por nós passam.

Sim, irmãos, fiz essa devoção por 2 motivos, um deles, atualizar a Igreja quanto a este acontecimento: 47 anos de Bênçãos para e através da AELCA; outro, e o principal, é testemunhar que quando amamos a Deus e ao próximo como a nós próprios, Deus faz coisas grandes, maravilhosas. E as faz através de nossas fracas mãos para o bem do próximo, independente de quem for. Como é bom ter a Comunidade da Cruz, Dipa, IELB e tantos outros amigos celebrando conosco. E lembrar aqueles que a lançaram e fizeram crescer. Estes são inúmeros e impossíveis de nomear. Fica o desafio para todos de amarmos a Deus de todo o coração e ao próximo como a nós mesmos. O restante da obra Deus proverá.

AELCA 47 anos. 10/11/1968 – 10/11/2015. Culto de gratidão, na AELCA, Gal Salvador Pinheiro, 799, Vila Jardim, POA, sábado(7/11), 17h. Pregador, Pr Nereu Haag. Venha vivenciar esta história de amor a Deus e ao próximo nesse culto. Venha vivenciar o amor de Deus para contigo e para com aqueles que Deus te faz o próximo.

Abençoada semana.

Pr José Daniel Steimetz