Arquivo da tag: Romanos 3

Mudança de Mentalidade

Recebi um vídeo atribuído a Carlos Maia anotando o que aconteceu nos últimos dez anos e a gente não se dá de conta: O Spotfy faliu as gravadoras; o Netflix faliu as locadoras; o Booking complicou as agências de turismo; o Google faliu a Listel, as páginas amarelas, as enciclopédias; a Trivago está complicando os hotéis; o Whatsapp está complicando as operadoras de telefonias; as Mídias sociais estão complicando os veículos de comunicação; o Smartphone acabou com as revelações fotográficas; o Uber está complicando com os taxistas; o Zip Car está complicando as locadoras de veículos; a Tesla está complicando a vida das montadoras de automóveis; o Waze acabou com o GPS; os Bancos on line estão ameaçando os bancos tradicionais; o Youtube complicou a vida das TVs porque os adolescentes não assistem mais canais abertos; o Facebook complicou a vida dos portais de conteúdo. O vídeo lista mais algumas novidades e conclui dizendo que “temos que nos reinventar diariamente para continuarmos esse jogo chamado vida”.

Alguém que compartilhou esse vídeo fez o seguinte comentário: “Impressionante. Mas o mais impressionante mesmo é saber que com tanta criatividade, com tanta ciência e tamanho desenvolvimento tecnológico e científico, o homem não consegue encontrar um caminho para a paz, para acabar com o desentendimento, a fome, a ganância a discriminação e o desamor”.

De fato, as mudanças tecnológicas que influenciam nosso dia a dia são tão rápidas que nem percebemos. No entanto, o ser humano continua com os mesmos problemas que o expulsaram do Éden e, desde então, marcaram a História da humanidade, como dizem as Escrituras Sagradas: “Não há uma só pessoa que faça o que é certo; não há ninguém que tenha juízo; não há ninguém que adore a Deus” (Rm 3.10-11).

O ser humano precisa encarecidamente da ação transformadora que o Espírito Santo traz através dos Meios da Graça ao apontar para o Salvador Jesus. Em sua primeira pregação Jesus diz: “Arrependam-se, porque está próximo o Reino dos Céus” (Mt 4.17). A força da pregação de Jesus estava nas palavras do Reino. Esta proximidade do reino de Deus é que leva ao arrependimento. O Evangelho é este convite de amor: Deus aceita você. O Pai Celeste alegra-se quando você retorna para a sua graça e os anjos fazem uma festa no céu.

Arrependimento é mudança de mentalidade e de coração provocadas pela ação do próprio Deus. Em vez de o arrependimento nos levar até Deus é ele quem nos leva ao arrependimento. É tema constante para a vida de cada cristão. É renovação diária do voto batismal. É ouvir o chamamento do Mestre e seguir seus passos, fato que implica em abandonar erros e retomar o caminho da Palavra. É reinvenção diária para continuarmos esse jogo chamado vida.

Edgar Lemke