Você e eu … anjos?

7 de junho de 2019 by webmaster

A ação de Deus para com a humanidade tem uma característica peculiar:  Transformar o sentido das celebrações.  Acompanhem meu raciocínio:

  1. Um evento político administrativo (censo estatístico no tempo de César Augusto para contagem do povo em Israel) é transformado na fantástica Festa do Deus Conosco [e são anjos que anunciam nas campinas “Hoje vos nasceu o Salvador, Cristo, o Senhor.”]  É o NATAL DE JESUS a nosso favor.
  2. A celebração da saída dos descendentes de Jacó da escravidão egípcia e passagem pelo Mar Vermelho (Páscoa) é transformada na Ação Máxima do Amor de Deus.  O cordeiro de Deus, que tira o pecado do mundo e foi pendurado no madeiro, ressuscita no terceiro Dia [e são anjos celestiais que anunciam “Porque buscais entre os mortos ao que vive?”, tornando definitiva a promessa: “eu vivo e vós também vivereis”.]  É a VITÓRIA DO FILHO DE DEUS SOBRE A MORTE E O INFERNO, a nosso favor.
  3. A segunda maior festa dos judeus, a Cinquentena (7 semanas depois da Pascoa) que reunia caravanas da África, Mesopotâmia, Egito, Roma, Creta, Líbia, Arábia, etc. etc. em Jerusalém, misturando incontáveis línguas e dialetos, é transformada na Fundação da Igreja Cristã quando se cumpriu a promessa do Jesus que subiu aos céus: Recebereis poder ao descer sobre vós o Espírito Santo”(At 1.8)  [e não tem anjo nenhum anunciando coisa alguma, mas Jesus já tinha definido: “sereis minhas testemunhas”].

O Espírito Santo desce sobre os discípulos, enche-os de intrepidez E FAZ CRESCER E EXPANDIR A IGREJA DE JESUS.  Os que foram salvos é que anunciam “Este Jesus (condenado, crucificado, morto e sepultado, que ao 3º dia ressuscitou dos mortos, subiu ao céu, e está sentado à direita do Pai…) é o Salvador da humanidade, o Rei dos reis, que voltará do modo como o vimos subir.  Por isso “arrependam-se de seus pecados e sejam batizados em nome do Senhor Jesus.”  E mais: “Essa promessa é para vocês e para seus filhos, para todos os que estão perto ou estão longe.”  Os saciados, saciam.  Os treinados, treinam.  Os alegrados, alegram.  Os enriquecidos, enriquecem.  Os cristãos (anunciadores), anunciam.  angellos (angellós) = anunciadores, reveladores de boas notícias.

Pontos a ponderar:

  • Podemos dizer que desde o Pentecoste cabe a nós a tarefa dos anjos de Belém e do Sepulcro vazio?
  • A importância do Pentecoste não está no falar em outras línguas, mas falar (e viver) de modo que o Evangelho seja entendido (na língua e nos costumes dos ouvintes).
  • A ação do Espírito Santo dá sentido à criação e sustentação do mundo feita pelo Pai.
  • A ação do Espírito Santo dá sentido à obra redentora do Filho.
  • A ação do Espírito Santo transforma o ser humano (por Palavra e Sacramentos), cria e fortalece a fé, anima as vidas, concede dons e capacidades, motiva à oração e ao testemunho.
  • Podemos dizer que o inimigo que busca transformar o Natal de Jesus numa simples celebração comercial (presentes e mesas fartas) e que busca fazer da Páscoa um mero feriadão (recheado de chocolates) também mina nosso ânimo para que não haja anunciação em nossas vidas pelo que ninguém chegue ao arrependimento?

Cresce de importância a garantia de Jesus: “Eis que estou convosco todos os dias até a consumação dos séculos”.  Daí a pregação do apóstolo Pedro com a profecia de Joel 2.28:  “E acontecerá que derramarei o meu Espírito… e acontecerá que todo aquele que invocar o nome do Senhor será salvo.”

Em nome do Pai e do Filho e do Espírito Santo.

Rev. Martinho Krebs

Comments are closed.