Mundo cheio de razão

23 de agosto de 2019 by webmaster

O aquecimento global é verdade ou mentira? O desmatamento na Amazônia é fato ou é fake? A fome no Brasil é realidade ou falsidade? A liberação das armas traz segurança ou mais violência? Estas e outras questões polêmicas dividem raivosamente o País, e boa parte da população não sabe quem tem razão. É um embate político, ideológico e até irracional, enquanto a gravidade dos problemas aumenta e afeta a todos, sem distinção. A insanidade é que todos sofrem nesta guerra entre direita e esquerda, capitalismo e socialismo, Bolsonaro e Lula. Coisa que a humanidade nunca aprendeu e nunca vai aprender. O registo das guerras é testemunha da nossa burrice, só que hoje, o poder humano para destruir é terrivelmente maior. Se lá fora a briga é entre Trump e Putim, então o alerta vem das bombas. E enquanto os donos do poder atômico não encilharem o cavalo vermelho (Ap 6.4), os cavalos branco, preto e amarelo seguem o trote, deixando as marcas da fome, poluição, lixo, degradação do meio ambiente e mais desgraças, tudo por conta da ganância, egoísmo e arrogância.

De onde vem as lutas e as brigas entre vocês?” A pergunta é bíblica. Tiago responde: “Elas vêm dos maus desejos que estão sempre lutando dentro de vocês” (Tg 4.1). Jesus já tinha dito que “é do coração que vêm os maus pensamentos…” (Mt 15.19). A salvação da humanidade, portanto, não depende de política e ideologias, nem da sustentabilidade, da tecnologia, ou até mesmo de outro planeta. Até porque, se a humanidade colonizar outro planeta, contaminará o local com sua maldade. Por isto, o irmão de Jesus também sabia de onde vem a solução: “Cheguem perto de Deus, e ele chegará perto de vocês (…) Limpem o coração” (Tg 4.8). E só existe um agente nesta faxina: “O sangue de Jesus nos purifica de todo pecado” (1 Jo 1.7). Infelizmente, um grande absurdo num mundo cheio de razão.

Marcos Schmidt
pastor luterano em Novo Hamburgo
[email protected]

Comments are closed.