Trocando de Assentos no Avião

1 de março de 2018 by mauro-heine

Na hora de comprar a passagem, eu nem penso duas vezes. Escolho logo a mais barata. Como se isso não bastasse, quando a companhia ainda resolve oferecer o assento “Mais Conforto” eu pulo direto e nem olho. A propaganda é muito boa: “Por um pequeno valor adicional, você ganha 10 cm a mais entre as poltronas e 50% mais reclinação”.

Essa pão-duragem vale à pena, mas só até o momento em que sou colocado na poltrona 36D, no fundo do avião, em um assento com apenas 20cm de espaço para as pernas e reclinação quase 90 graus. A torcida para o avião ir vazio é grande. Quem sabe sobra um lugarzinho no assento “Mais Conforto”.

Mas a esperança dura pouco quando a Chefe de Cabine diz “Os assentos ‘Mais Conforto’, ‘Espaço Mais’ e ‘Primeira Classe’ são apenas para aqueles passageiros que adquiriram esses assentos na hora da compra da passagem”. Tem vezes que damos sorte e achamos um comissário legal que faz vista grossa e não se importa na nossa falta de etiqueta.

Se Jesus tivesse nesse avião, ele jamais trocaria de assento.

Jesus poderia ter nascido em um palácio, mas resolveu nascer humilde numa manjedoura. Ele tinha todo direito de se sentar em um trono de ouro, mas escolheu ser pendurado em uma cruz. Jesus, o Rei do Universo, se fez homem, foi rejeitado e desprezado por todos, suportou dores e sofrimentos sem fim, foi maltratado, mas aguentou tudo humildemente e não disse uma só palavra. Ficou calado como um cordeiro que vai ser morto, como uma ovelha quando cortam a sua lã. Foi preso, condenado e levado para ser morto, e ninguém se importou com o que ia acontecer com ele.” (Isaias 53).

Você trocaria o seu lugar com ele? Você abriria mão do seu atual assento “Mais Conforto?” Obrigado Jesus por essa troca maravilhosa!

Otto Neitzel

No entanto, era o nosso sofrimento que ele estava carregando, era a nossa dor que ele estava suportando. E nós pensávamos que era por causa das suas próprias culpas que Deus o estava castigando, que Deus o estava maltratando e ferindo. Porém ele estava sofrendo por causa dos nossos pecados, estava sendo castigado por causa das nossas maldades. Nós somos curados pelo castigo que ele sofreu, somos sarados pelos ferimentos que ele recebeu. Todos nós éramos como ovelhas que se haviam perdido; cada um de nós seguia o seu próprio caminho. Mas o SENHOR castigou o seu servo; fez com que ele sofresse o castigo que nós merecíamos. (Isaías 53)

Comments are closed.