Ascensão

30 de maio de 2019 by webmaster

E aconteceu que, enquanto os abençoava, ia se retirando deles, sendo elevado ao céu” (Lc 24 51).

Ao entrar para um dos nossos cultos distritais de Ascensão, um colega pastor observou que eu estava com meus óculos sobre a cabeça. Respondi: Ué, mas hoje não é Dia de Ascensão? Nosso olhar não deve se voltar para o alto?

Rimos e continuamos nosso caminho para dentro da igreja.

Era isso, pelo menos, que os discípulos de Jesus estavam fazendo: olhando, perplexos, para o alto enquanto Jesus ia se retirando deles.

Sabemos que o ato da ascensão de Jesus representa o coroamento da sua vinda, vida, morte e, principalmente, ressurreição. Mas também era mais do que isso. Há um significado emblemático nessa subida de Jesus ao céu.

Pouco antes disso ele havia dito a todos que estavam ali: “Vocês são testemunhas dessas coisas….Mas esperem na cidade, até que o poder de cima venha sobre vocês”.

A partir do momento em que se cumprisse essa promessa, os discípulos passariam a ter um papel de protagonismo. E não era de contemplação, ficar esperando, continuar olhando para o alto e orando, mas de ação: testemunhar, fazer novos discípulos, batizando e ensinando.

E não é outro o legado que herdamos como seus discípulos 2 mil nos depois. Ao celebrarmos a Ascensão, mais uma vez somos lembrados de que somos participantes de todo o ministério de Jesus, que só terminará quando, como ele prometeu: “…voltarei e os levarei comigo, para que vocês estejam onde eu estiver” (Jo 14.2,3). Amém. Vem, Senhor Jesus.

Oscar Lehenbauer

Comments are closed.